ACT Institute | O ACT Institute Brasil é o Maior Instituto de Hipnose do mercado e referência internacional em Hipnose Ericksoniana. Dr Stephen Paul Adler, PhD, seu presidente-fundador, é discípulo de Milton Erickson, sendo o único trainer habilitado por ele em toda a América Latina.

Conheça o Maior Instituto de Hipnose Ericksoniana

O ACT Institute Brasil é o Maior Instituto de Hipnose do mercado e referência internacional em Hipnose Ericksoniana. Dr Stephen Paul Adler, PhD, seu presidente-fundador, é discípulo de Milton Erickson, sendo o único trainer habilitado por ele em toda a América Latina.

5 certificações

Único Instituto no Brasil com 5 certificações internacionais em Hipnose.

+60 mil alunos

Junte-se aos nossos alunos espalhados em todo o mundo!

+ 100 mil horas

De cursos ministrados presencialmente.

Depoimentos em vídeo

Lorem ipsum dolor sit amet donus mega ipsum dolnus

Ver todos os depoimentos no Youtube

Esse não é mais um texto sobre como se livrar de relacionamentos tóxicos ou como superar um término. O que quero falar com você tem mais a ver com problemas, soluções e resoluções. 

Você sabia que problemas externos e conflitos de relacionamento começam dentro de nós?

Ansiedade, medo, insegurança, preocupações desregulam nossa energia interna e isso se reflete fora de nós. É como se o mundo externo fosse espelho do que acontece no nosso mundo interno. Mas tem um fato sobre isso que pouca gente pára para refletir a respeito:  92 a 93% dos medos, ansiedades e preocupações que a gente cria na nossa mente nunca acontecem realmente.

Então como fazer para que esses pensamentos e sentimentos não assumam o controle da nossa vida e desregulem nossa energia?

Auto-hipnose. Silenciar a mente e olhar para dentro de si mesmo para entender o que realmente você está sentindo. Será que o medo é real? Será que a insegurança tem fundamento? Será que essas preocupações não são fruto da sua mente?

Quando um pensamento ou um sentimento vier e você não se sentir bem a respeito, silencie sua mente, olhe para dentro. Pare por alguns segundos e observe. Será que isso é real? 

A qualidade dos pensamentos e sentimentos que a gente deve cultivar para ter um bom relacionamento com a gente mesmo e com outras pessoas, deve ser construída com base na aceitação do fato de que somos humanos. 

Quando aceitamos nossa condição humana e entendemos que somos passíveis de erros, falhas e imperfeições, fica mais fácil e simples nos relacionarmos com as pessoas ao nosso redor, seja para relacionamentos interpessoais ou amorosos.

Como humanos que somos, há coisas em nós que não são perfeitas e está tudo bem. Somos seres imperfeitos, perfeitos em nossas imperfeições e em busca de aprender e ser melhor a cada dia. É um processo, uma construção que acontece diariamente. E assim como nós, outras pessoas também estão trilhando sua jornada de evolução. Cada um no seu tempo…

E nesse exercício, nessa jornada da busca pela melhoria contínua e evolução pessoal vez ou outra surgem atritos que geram desconforto, mas se não houvesse desconforto não haveria o desejo de mudar para melhor.

Em relacionamentos amorosos os atritos costumam aparecer quando olhamos para a pessoa e começamos a enxergar defeitos nelas, pontos de melhoria, características que, por alguma razão não nos agradam mais, mas… será que o que a gente vê no outro como defeito ou ponto de melhoria, temos em nós como qualidade?

Geralmente identificamos nas pessoas características que temos em nós mesmos. Quer ver só? Vou te propor um exercício: 

Reserve um momento no seu dia de hoje e, em um lugar tranquilo e sem interrupções, olhe para dentro de você, faça uma reflexão e depois pegue papel e caneta ou seu celular e faça uma lista bem longa de suas expectativas em relação à pessoa com quem você se relaciona. Vale para relacionamentos amorosos ou não. Coloque nessa lista tudo o que você espera dessa pessoa, desde as características físicas até as emocionais e comportamentais.

Agora, olhe para essa lista e observe com cuidado. Quais dessas características você tem em você? Se você perceber que você tem essa característica, mantenha o item na lista de “exigências”, mas se você não tiver, passe um risco em cima desse item. 

Lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer de se lembrar que você só é capaz de atrair aquilo que você é ou aquilo que você é capaz de se tornar. 

As pessoas querem ser aceitas pelo que são, mas na maioria das vezes nem elas mesmas se aceitam. Buscam no outro um complemento daquilo que ainda não são, como se isso fosse torná-las inteiras. Querem soluções e não resoluções. 

Acontece que cada um de nós tem uma quantidade de desafios para superar todos os dias, cada um de nós está trilhando uma jornada única em busca de melhoria e evolução. Por essa razão, encontrar resoluções é mais importante e realizador do que encontrar soluções. 

Soluções são sobre ter fórmulas para resolver desafios. Resoluções são sobre encontrar o jeito individual de lidar com eles. 

Então diante dos desafios que você vem tendo com as pessoas com as quais se relaciona, qual tem sido sua atitude? Será que você tem exigido do outro características e comportamentos que já tem em si ou será que tem buscado no outro um complemento para aquilo que ainda te falta?

Na sua jornada de evolução pessoal eu não sei qual é o próximo passo, mas você sabe. Só vá tão rápido quanto a sua parte mais lenta se sentir confortável em caminhar. E sempre que sentir que algo no outro te causa desconforto por não cumprir algum item da sua lista de “exigências”, pare por alguns instantes, volte seu olhar para dentro de você e observe: será que eu tenho em mim esse item da minha lista ou será que reconheço no outro a melhoria que também preciso realizar em mim?

A auto-hipnose para relacionamentos saudáveis não é sobre você se colocar em transe e viver no piloto automático aceitando tudo e dizendo sim para o que vier. A auto-hipnose tem a ver com sair do piloto automático, olhar para dentro e praticar a auto-observação, pois é no silêncio que acontecem as maiores transformações.