Hipnose Ericksoniana na vida das mães de primeira viagem

A gravidez é algo importante, que transforma a vida de pais, parentes envolvidos e principalmente das mães. Os nove meses gestacionais é o período de maior impacto e de transformações sem igual, onde a vida da mãe é afetada assim como a do bebê.

A Psicologia Pré e Perinatal explica que não é somente o corpo do feto que evolui durante a gravidez, a personalidade, a inteligência e os traumas também estão em desenvolvimento. Sendo assim, a experiência pré-natal definirá os parâmetros que influenciarão o futuro do ser em crescimento, já que o feto compartilha com a mãe os sentimentos e humores desde o primeiro momento.

Hipnoterapia na gestação

Fazer hipnoterapia na gravidez pode auxiliar na preparação emocional e mental da mãe, proporcionando autoconfiança e calma durante toda a gestação, podendo chegar a um parto tranquilo e sob controle da dor.

Neste processo empoderador da mulher, serão trabalhados os medos, as ansiedade e as crenças limitantes sobre o parto, além de outros sentimentos atrelados ao momento. Esse processo é benéfico tanto para a bebê, que sente tudo o que a mãe sente, quanto para a mãe, que terá uma gravidez mais leve no controle de suas emoções.

Hipnose Ericksoniana para mães

O método ericksoniano trabalha com um estado de atenção extrema, permitindo que o paciente ganhe foco máximo, em vez de simplesmente ficar em transe ou adormecido. E, para a gestação, isso é muito importante. Servirá, inclusive, para tornar a gestante mais participativa nesse quadro.

Mais do que isso, a hipnose é capaz de lidar com traumas ainda durante a gestação, diminuindo e, potencialmente, eliminando seus efeitos. Assim, a relação entre os dois está diretamente ligada com a saúde, a qualidade de vida e a eliminação de problemas de fundo psicológico.

A hipnose traz autoconhecimento e autocontrole, ferramentas valiosas para uma gestação tranquila e um parto calmo e sob o controle da dor.

A hipnoterapia ericksoniana auxilia as mães a se conectarem ainda mais com seus bebês e a evitarem o desenvolvimento de traumas e transtornos emocionais nesse período, as preparando na gestação, parto e pós-parto.

Para conferir mais artigos como este, basta clicar aqui.