ACT Institute | O ACT Institute Brasil é o Maior Instituto de Hipnose do mercado e referência internacional em Hipnose Ericksoniana. Dr Stephen Paul Adler, PhD, seu presidente-fundador, é discípulo de Milton Erickson, sendo o único trainer habilitado por ele em toda a América Latina.

7 passos para imunizar-se nessa quarentena

O isolamento físico continua, e hoje queremos te dar algumas dicas de como viver esse período de forma leve e confortável. Confira:

Passo 1: Ambiente confortável

Já que passaremos mais algumas semanas em casa, é importante que ela seja um ambiente gostoso de habitar. Olhe ao redor, veja o que pode ser mudado ou aprimorado, por exemplo: pesquise formas de mudar a disposição dos móveis, inove na decoração, aposte em velas ou incensos para mudar o cheiro do ambiente.

Se for dar aquela “faxina” na casa, lembre-se de não tornar isso uma obsessão, torne o seu espaço confortável, para gerar estímulos de acolhimento e pertencimento. 

Passo 2: Realizar coisas Prazerosas

Faça coisas prazerosas, o prazer aumenta a imunidade, pois secreta uma série de hormônios favoráveis à saúde. 

Escolha prazeres que não levam a compulsão, aqueles que lhe dão momentos de conforto e realização, por exemplo, cozinhar algo novo, tirar um tempo para dançar, aproveitar a rotina menos agitada para assistir um filme ou uma série que você tem vontade. 

Proporcione a si mesmo esses momentos de prazerosos. O prazer nutre o lado emocional, além de aumentar a imunidade.

Passo 3: Conexão com recursos

Conecte-se com coisas que te fortalece emocionalmente, a diversos recursos para isso você só precisa escolher o que gosta mais. 

A prática da meditação – como já falamos em outros artigos – é uma ótima opção, mas você pode optar por coisas que te toquem, como por exemplo, cantar músicas específicas, fazer preces, ler poesias, se envolver em alguma atividade artística. Seja criativo.

Escolha processos em que você se conecte com recursos emocionais que amplie os sentimentos de otimismo, confiança e segurança. Essas práticas são importantes por que elas trazem informações emocionais que nos empoderam emocionalmente, além de também favorecer o equilíbrio da nossa saúde.

Passo 4: Acolhimento da sombra

É natural que durante os processos do isolamento nossos medos, ansiedades e agressividades internas aflorem, por isso, é necessário que tenhamos um momento no dia para acolher essas emoções.

Acolher significa dar conforto, imagine que essas emoções seja uma criança que vive dentro dentro de você e que está se sentindo sozinha e desamparada, como você acolheria ela? como a abraçaria? Quais palavras de conforto você iria compartilhar? 

É muito importante essa prática, pois essas emoções geram desempoderamento, e muitas vezes entramos no engatilhamento de associações emocionais, que faz com que a gente se afunde nela cada vez em níveis mais profundos. Isso, por si só já traz uma série de sofrimentos emocionais e contribui com a baixa imunidade. 

Passo 5: Conexão afetiva

Conecte-se com as pessoas. Reúna-se com a sua família para desfrutar de momentos prazerosos nessa quarentena, faça videochamadas com seus amigos, converse com quem você gosta, essa atitude é extremamente importante, não só pela troca afetiva, mas para o bem estar de ambos

Essa troca afetiva além de nutridora, mantém o sentimento de coletividade. Use as ferramentas online para se sentir próximo de quem está longe, porém, não se esqueça de se conectar com quem está dentro de casa com você. Tirem um tempo para conversar, jogar, fazer preces, fazer as refeições juntos. 

Dica extra: tire um tempo para conectar-se apenas com você, delimite o momento para isolar-se e faça coisas com você, aprecie sua companhia.

Passo 6: Construindo cooperação

Aqui estamos falando da atividade de ajudarmos uns aos outros, sem nenhum interesse econômico, como você pode ser útil nesse momento? 

Esse é o momento de crise da humanidade, e só saímos dela de três maneiras: retirando as aprendizagens, encontrando os recursos que possam lidar com o elemento que está criando a crise e apoiando uns aos outros.

Nesta crise, pense no que você pode fazer para auxiliar outras pessoas, mesmo que distante? Se sua profissão permitir, preste serviços/atendimentos gratuitos online; se você tem condições, faça doações de alimentos; se sua aptidão é ensinar, use a internet para isso. A reflexão é: O que VOCÊ pode fazer para ajudar nesse momento?

Ajudar o próximo traz uma nutrição afetiva muito poderosa, além do senso de apoio, cooperação e coletividade. Essa informação emocional boa, secreta uma série de substâncias poderosas no seu organismo, que favorecem o fortalecimento do mesmo. 

Passo 7: Organizando as informações e alimentando seus objetivos 

Como levar a vida para frente e não se perder na informações do coronavírus?

Escolha um canal de comunicação que você confie, para 1 vez apenas por dia, entrar em contato com esse assunto. Siga as instruções e informação baseadas na ciência, pois é uma fonte segura.

Busque a sua fonte de confiança para se manter informado sobre o que está acontecendo com o Brasil e o mundo,e atualizar informações básicas e pertinentes para o bem estar de todos. Depois de colher as informações necessárias, desligue-se e cuide-se. 

Mantenha vivo os seus objetivos profissionais, suas buscas sociais, espirituais e afins, seus objetivos em geral, isso permitirá que sua vida continue mesmo com o isolamento, pode ser que em um ritmo diferente ou ajustes, mas continua. 

Não se afunde na quantidade de informações que estão sendo bombardeadas na sociedade. 

Esses são os 7 passos para que possamos lidar com as questões do isolamento, para que não nos afoguemos em pessimismo, desesperança ou revolta. Iremos precisar de recursos orgânicos, afetivos e cognitivos funcionando minimamente em qualidade para que, após a quarentena, possamos reconstruir e retomar o fluxo da sociedade e das nossas vidas.

Newsletter ACT

Ao informar e enviar os meus dados eu aceito receber comunicados do ACT Institute, e concordo com os Termos de Uso e Política de Privacidade.

 

ACT nas mídias sociais