ACT Institute | O ACT Institute Brasil é o Maior Instituto de Hipnose do mercado e referência internacional em Hipnose Ericksoniana. Dr Stephen Paul Adler, PhD, seu presidente-fundador, é discípulo de Milton Erickson, sendo o único trainer habilitado por ele em toda a América Latina.

FAÇA A VIDA VALER A PENA ENQUANTO HÁ TEMPO

Muitas pessoas perdem a saúde para juntar dinheiro, e depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. Se preocupam tanto com o futuro que acabam se esquecendo de viver o momento presente. Vivem planejando o futuro como se fossem viver para sempre, e acabam morrendo como se nunca tivessem vivido. 

 

Com o passar dos anos, elas descobrem que pouco sabem a respeito do que conhecem. Na verdade, quando pensam ter atingido o máximo de sua expertise a respeito de um assunto, a vida mostra que ainda têm muito a aprender.

Quando jovens, as pessoas acreditam ter resposta para tudo e, com o passar dos anos, suas cabeças vão se enchendo de perguntas sem respostas. 

Se hoje você estivesse com 80 anos e se desse conta do tempo que perdeu deixando de aproveitar o momento presente, como você se sentiria? E se tentasse puxar pela memória uma lembrança de um momento muito bom com pessoas que você ama, e essa lembrança não viesse à memória, simplesmente porque nunca existiu? 

Como você se sentiria se no auge dos seus 80 anos você pudesse voltar no tempo e abraçar todas as pessoas das quais se afastou? Se pudesse senti-las tão próximas de você a ponto de até sentir o perfume e o calor de cada uma delas, como se estivessem com você aqui nesse exato instante, como seria?

Quantas vezes em nossas vidas nos despedimos das pessoas que amamos sem dizer a elas o quanto são importantes em nossas vidas? Sem dizer a elas que as amamos? Nossos pais… Quantas vezes deixamos de dizer a eles que os amamos porque eles “já sabem” ou porque temos que sair correndo para resolver algo “mais importante? 

Quando você estiver com 80 anos, será que seus filhos estarão por perto para dizer que te amam e passar um pouco de tempo ao seu lado, ou será que eles terão coisas “mais importantes” para resolver? Pensar sobre essa possibilidade, talvez te cause um pouco de angústia, aperto no peito e algumas lágrimas, mas está tudo bem. Essa é só uma reflexão…

Quando você não não tiver mais tanta saúde, nem agilidade, nem emprego, nem preocupações “mais importantes”, tudo o que restará será sua família e alguns poucos amigos. 

A maioria das pessoas tem medo da solidão e, muitas acreditam que tendo dinheiro e posses nunca ficarão sozinhas. O que elas não entendem é que solidão não é a falta de gente para conversar, passear, viajar ou namorar. Isso não é solidão, isso é carência. 

 

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de pessoas queridas que não podem mais voltar. Isso é saudade. Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado, isso é circunstância. Solidão é mais que isso. Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos. 

 

De que adianta trabalharmos a vida toda, esquecer da família e dos amigos, deixar de viver momentos únicos, ansiar pelo futuro, se tudo o que tivermos no auge de nossos 80 ou 90 anos for dinheiro? 

As maiores riquezas que levaremos com a gente dessa vida são coletadas aqui e agora, no momento presente. Então eu te pergunto: o que você tem arrecadado? Qual tem sido a qualidade das riquezas e tesouros que você tem coletado?

 

Se pudesse voltar atrás e fazer diferente, do que você abriria mão? E do que não abriria mão de jeito nenhum?

 

Nunca é tarde para fazer diferente! Ainda dá tempo de começar novamente, mudar seus comportamentos, pensamentos e aproveitar cada minuto ao lado das pessoas que são importantes para você. 

Cada dia da sua vida é uma nova oportunidade de fazer a diferença, por isso corra, brinque, cante, desperte seu lado criança, viaje, aproveite sua família, seus amigos, aproveite cada momento junto das pessoas que você ama, porque um dia pode ser que seu dinheiro não compre esses tesouros.

Ouse fazer diferente todos os dias. Arrecade tesouros da alma, compartilhe amor, viva o agora e faça a vida valer a pena enquanto há tempo!

 

Muitas pessoas perdem a saúde para juntar dinheiro, e depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. Se preocupam tanto com o futuro que acabam se esquecendo de viver o momento presente. Vivem planejando o futuro como se fossem viver para sempre, e acabam morrendo como se nunca tivessem vivido. 

 

Com o passar dos anos, elas descobrem que pouco sabem a respeito do que conhecem. Na verdade, quando pensam ter atingido o máximo de sua expertise a respeito de um assunto, a vida mostra que ainda têm muito a aprender.

Quando jovens, as pessoas acreditam ter resposta para tudo e, com o passar dos anos, suas cabeças vão se enchendo de perguntas sem respostas. 

Se hoje você estivesse com 80 anos e se desse conta do tempo que perdeu deixando de aproveitar o momento presente, como você se sentiria? E se tentasse puxar pela memória uma lembrança de um momento muito bom com pessoas que você ama, e essa lembrança não viesse à memória, simplesmente porque nunca existiu? 

Como você se sentiria se no auge dos seus 80 anos você pudesse voltar no tempo e abraçar todas as pessoas das quais se afastou? Se pudesse senti-las tão próximas de você a ponto de até sentir o perfume e o calor de cada uma delas, como se estivessem com você aqui nesse exato instante, como seria?

Quantas vezes em nossas vidas nos despedimos das pessoas que amamos sem dizer a elas o quanto são importantes em nossas vidas? Sem dizer a elas que as amamos? Nossos pais… Quantas vezes deixamos de dizer a eles que os amamos porque eles “já sabem” ou porque temos que sair correndo para resolver algo “mais importante? 

Quando você estiver com 80 anos, será que seus filhos estarão por perto para dizer que te amam e passar um pouco de tempo ao seu lado, ou será que eles terão coisas “mais importantes” para resolver? Pensar sobre essa possibilidade, talvez te cause um pouco de angústia, aperto no peito e algumas lágrimas, mas está tudo bem. Essa é só uma reflexão…

Quando você não não tiver mais tanta saúde, nem agilidade, nem emprego, nem preocupações “mais importantes”, tudo o que restará será sua família e alguns poucos amigos. 

A maioria das pessoas tem medo da solidão e, muitas acreditam que tendo dinheiro e posses nunca ficarão sozinhas. O que elas não entendem é que solidão não é a falta de gente para conversar, passear, viajar ou namorar. Isso não é solidão, isso é carência. 

 

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de pessoas queridas que não podem mais voltar. Isso é saudade. Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado, isso é circunstância. Solidão é mais que isso. Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos. 

 

De que adianta trabalharmos a vida toda, esquecer da família e dos amigos, deixar de viver momentos únicos, ansiar pelo futuro, se tudo o que tivermos no auge de nossos 80 ou 90 anos for dinheiro? 

As maiores riquezas que levaremos com a gente dessa vida são coletadas aqui e agora, no momento presente. Então eu te pergunto: o que você tem arrecadado? Qual tem sido a qualidade das riquezas e tesouros que você tem coletado?

 

Se pudesse voltar atrás e fazer diferente, do que você abriria mão? E do que não abriria mão de jeito nenhum?

 

Nunca é tarde para fazer diferente! Ainda dá tempo de começar novamente, mudar seus comportamentos, pensamentos e aproveitar cada minuto ao lado das pessoas que são importantes para você. 

Cada dia da sua vida é uma nova oportunidade de fazer a diferença, por isso corra, brinque, cante, desperte seu lado criança, viaje, aproveite sua família, seus amigos, aproveite cada momento junto das pessoas que você ama, porque um dia pode ser que seu dinheiro não compre esses tesouros.

Ouse fazer diferente todos os dias. Arrecade tesouros da alma, compartilhe amor, viva o agora e faça a vida valer a pena enquanto há tempo!