Com tudo o que vem acontecendo nos últimos meses é normal se sentir perdido, estressado, com medo e ansioso, mas o que fazer para não se contaminar pelo vírus emocional?

Um forte impacto emocional faz com que o subconsciente, em forma de proteção, gere demandas emocionais e isso pode estar atribuído a solidão, tédio, acessos de raiva, ataques de pânico, entre outros sintomas, e tudo isso pode desencadear as doenças da mente.

Neste artigo, queremos mostrar como lidar com esses sentimentos usando 3 técnicas simples para reduzir as preocupações, estresses e ansiedades do dia a dia evitando que você seja contaminado pelo vírus emocional.

1. Dissipe a ansiedade enquanto melhora o seu foco

Este exercício é muito simples e muito eficaz: Pegue uma bola, uma maçã ou qualquer coisa que seja fácil para você passar de uma mão para a outra. Pense em um aspecto perante o que está lhe causando ansiedade.

Quando você puder sentir essa ansiedade em algum lugar do seu corpo, avalie-a em uma escala de 1 (quase sem desconforto) a 10 (muito desconfortável). Agora de uma mão para a outra, passe o objeto que você escolheu cruzando a linha central do seu corpo, isto estimula ambos os hemisférios do seu cérebro.

Continue passando o objeto que você escolheu por dois minutos e depois pare. Respire confortavelmente e verifique o seu nível de ansiedade. Você pode continuar fazendo isso até que seu nível de ansiedade diminua para 1 ou 2.

Não espere que diminua para 0, pois neste momento da vida, todos estamos passando por um nível de estresse na qual a maioria de nós não está acostumado. Você notará, no entanto, que ao fazer este exercício seu nível de ansiedade irá se dissipar.

2. Visão Periférica (faça o seu mundo parar de girar)

O diálogo interno pode desencadear ou continuar um padrão de ansiedade. Isto ajuda a mudar o seu padrão de pensamento.

Inicie escolhendo um ponto ou foco no meio de uma parede da sala em que você está. Depois comece lentamente a expandir, expanda sua visão periférica para incluir todo o espaço ao redor do seu ponto escolhido.

Agora expanda sua visão ainda mais para todos os lados até o teto e para baixo até o chão. Expanda ainda mais que o seu campo visual, permitindo de uma forma quase consciente a imaginar o espaço atrás de você.

3. Momento de “cair o queixo”. Diminua sua ansiedade relaxando a mandíbula.

Tire um momento para relaxar a mandíbula o máximo que puder. Lembre-se de como você fazia caras engraçadas quando criança. Aposto que você pode fazer algumas, mesmo na sua idade atual. Vamos lá, vamos fazer isso agora!

Relaxe sua mandíbula ainda mais imaginando sua mandíbula caindo no chão em total espanto! Você pode até fazer alguns ruídos, se quiser. Enquanto você relaxa sua mandíbula, inspire fundo com a boca aberta, faça uma pausa conte até três e expire mais prolongadamente do que você inspirou. Agora do seu diafragma, inspire confortavelmente.

Coloque uma mão um pouco abaixo de seu umbigo enquanto inspira, e pelo nariz na contagem de 5, sinta sua barriga inflar. Segure até a contagem de 3 e expire pela boca até a contagem de 6, sinta a barriga desinflar. Segure na contagem de 3 e assim por diante repetindo o processo. Continue respirando desta maneira por dois minutos.

Viu com é simples? Essas técnicas podem ser usadas em vários momentos do dia e aos poucos você aprenderá a controlar mais as suas emoções ao ponto de não deixar que elas se instalem em sua vida como um vírus.

Para ler mais artigos como esse, basta clicar aqui.