Por diversos motivos, uma pessoa pode optar por mudar de profissão. Seja para ter uma melhor remuneração, por determinação da empresa, para alcançar objetivos e metas profissionais, para atuar na área de que gosta, entre outros mais.

No entanto, a transição de carreira pode ser difícil, ainda que se esteja migrando para uma área que trará maiores vantagens e benefícios. E, para que essa adaptação aconteça de forma natural e sem prejuízos para o profissional, é possível contar com a ajuda da hipnoterapia.

No artigo de hoje, vamos mostrar como essa técnica atua auxiliando quem está em transição de carreira, apresentando as suas abordagens em cada uma das etapas dessa fase. Continue lendo e confira!

Entenda porque a transição de carreira é um momento delicado

É natural do ser humano o cultivo de hábitos ao longo da vida. Além disso, suas atividades frequentes também fazem com que haja necessidade de se estabelecer uma rotina e um “cronograma de conduta”.

Ou seja, acabamos nos acostumando com o ritmo do nosso dia a dia e muitas ações que praticamos se tornam automáticas ao longo do tempo. Isso faz com que estejamos à vontade, seguros e confiantes, já que dominamos tudo o que precisamos fazer.

No entanto, as mudanças também acontecem, e elas podem ser repentinas e inesperadas ou planejadas por nós mesmos, como uma forma de buscar evolução e progresso. Porém não importa qual seja o motivo ou natureza das mudanças, elas sempre geram incertezas e insegurança.

Na transição de carreira, isso também acontece — e de uma forma expressiva. Quando é preciso que uma pessoa faça essa mudança em sua vida profissional, ela pode sofrer diversos abalos emocionais, afinal:

  • a sua rotina mudará;

  • será preciso cultivar novos hábitos e desenvolver novas competências;

  • será necessário se adaptar à sua nova realidade;

  • os desafios que virão ainda são incertos;

  • e ela estará almejando outros sonhos e metas.

Ou seja, trata-se de uma reviravolta em sua vida, que agora exigirá autoconhecimento, disciplina, versatilidade, criatividade e autoconfiança, entre outras habilidades — todas visando a adequação do profissional.

Por tudo isso, a transição de carreira é um momento delicado, que exige atenção. Afinal, pode ser difícil para a grande maioria das pessoas adaptar-se a uma nova vida. No entanto, não é impossível, e a hipnoterapia pode ajudar de maneira efetiva nesse processo, garantindo equilíbrio e controle da situação e das emoções.

Conheça as fases da transição de carreira e a atuação da hipnose

A transição de carreira é um momento mais complexo para o profissional do que a recolocação no mercado de trabalho, as especializações e a reciclagem de competências. Isso porque essa fase implica em muitas mudanças que requerem autoconhecimento.

É natural que, nesse processo, o profissional passe por três etapas que caracterizam a transição, e em cada um delas há a manifestação de emoções e comportamentos diferentes. Por isso, suas necessidades variam em cada uma também.

Nesse processo, a hipnoterapia é uma grande aliada, já que pode ajudar na compreensão e no processamento das emoções que tendem a se manifestar nessa fase. Além disso, ajuda o profissional a desenvolver a inteligência emocional, o autoconhecimento e a autoconfiança.

A hipnose também ajudará na descoberta e no desenvolvimento de habilidades e de potencial, além de favorecer a superação de medos e bloqueios, a mudança de hábitos, de postura frente aos desafios que surgem na transição e na vida profissional de um modo geral.

Veja, a seguir, quais são os momentos da transição de carreira e como a hipnoterapia ajuda em cada um deles.

Primeiro momento: sensação de perda

Ainda que a mudança seja uma opção do profissional, ela pode gerar um sentimento de perda. Isso porque trata-se de uma fase da vida que chega ao fim para dar início a outra, ainda desconhecida.

Nesse momento, é natural que o profissional vivencie emoções como incerteza, insegurança, raiva, decepção e abalos na autoestima. Essas manifestações podem variar de acordo com cada pessoa e o que motivou a transição.

Como a hipnoterapia vai ajudar

Nessa etapa, a hipnose ajuda o profissional a lidar com a sensação de perda e estimula o cultivo de pensamentos positivos e de otimismo sobre o futuro. Desperta-se o autoconhecimento, torna-se possível ampliar a coragem e a autoconfiança, recobrando a autoestima necessária para recomeçar sua vida profissional.

Segundo momento: aceitação e vazio

No segundo momento da transição de carreira, o profissional já superou a sensação de perda ou separação. Porém, isso pode fazer com que ele se sinta vazio e incompleto.

Há também a manifestação do sentimento de desamparo, a dúvida e incerteza sobre qual caminho seguir, o que fazer e qual é a próxima decisão a ser tomada. Ou seja, essa fase exige muito autoconhecimento e, ainda, um planejamento estratégico para guiar as ações do indivíduo.

Esse também é o momento em que o profissional faz uma avaliação de si, de suas competências, suas experiências e histórico profissional. Isso pode ser determinante para que ele se sinta confiante para dar os próximos passos e, sendo assim, é um momento muito importante da transição.

Como a hipnoterapia vai ajudar

Nesse segundo momento, a hipnoterapia ajuda proporcionando ao profissional ainda mais autoconhecimento. Por meio da autoanálise, ele vai descobrir em si suas habilidades, acessará memórias e experiências que vão fazer com que se sinta confiante e capaz.

É uma fase de redescoberta de si mesmo, quando a pessoa faz uma autocrítica e fortalece seus pontos fortes, ao mesmo tempo em que encontra meios de trabalhar os pontos fracos. Assim, torna-se possível adotar uma postura ousada, essencial para enfrentar novos desafios.

Terceiro momento: o recomeço

Essa é a última etapa da transição de carreira e que caracteriza a mudança definitiva. É nesse momento que o profissional atuará de fato em sua nova profissão ou que se colocará à disposição do mercado de trabalho.

Essa etapa requer versatilidade, confiança, coragem, segurança, autoestima, criatividade, persistência e dinamismo. Por isso, exige uma postura otimista para não se deixar dominar pelo medo e a ansiedade.

Como a hipnoterapia vai ajudar

A hipnoterapia também é importante nesse terceiro momento, pois ajuda o profissional a encontrar o equilíbrio ideal entre seu otimismo e realismo. Ele precisará estar ciente dos desafios que enfrentará e, ao mesmo tempo, ter segurança, coragem e confiança para lidar com cada um.

A hipnose permite que o profissional perceba suas habilidades e limitações e saiba como trabalhar cada uma dessas características e potenciais em prol do seu sucesso. Além disso, ajuda na organização e na disciplina para facilitar o processo de adaptação.

Para que essa mudança seja um processo tranquilo, é essencial equilibrarmos a forma como pensamos, nos sentimos e agimos, e a hipnoterapia é capaz de proporcionar esse equilíbrio. Ela possibilita ter mais autoconhecimento, potencializar os pontos fortes e superar os fracos.

Assim, o profissional consegue lidar com seus medos, incertezas e angústias, descobre ou redescobre suas habilidades e ainda se sente confiante e preparado para enfrentar novos desafios. Dessa forma, a mudança se torna um momento de crescimento, realização e alcance de metas.

Você tem alguma sugestão ou dica para quem está passando por uma transição de carreira ou pensando sobre o assunto? Então divida conosco deixando seu comentário!