Trabalhar com o comportamento humano — essa é uma das premissas da psicologia, profissão que, nos últimos anos, vê seu mercado de trabalho em franca expansão. Isso porque a psicologia clínica, aquela que lida com o atendimento do paciente no consultório, é apenas uma das áreas de atuação desse profissional.

Apesar das muitas possibilidades, de acordo com o Conselho Federal de Psicologia (CFP) há mais de 290 mil psicólogos registrados em todo o Brasil, ou seja, mesmo com um mercado amplo, é preciso saber como se destacar na carreira.

Por isso, neste artigo vamos mostrar quais os campos de atuação da psicologia e qual o perfil ideal do psicólogo, além de orientações para que você, psicólogo formado, em formação ou interessado na carreira, torne-se um profissional de destaque. Acompanhe!

Quais são as carreiras em psicologia?

Para trabalhar como psicólogo, o profissional deve concluir a graduação no curso de bacharelado em psicologia e possuir registro junto ao CFP.

O psicólogo trabalha na prevenção e no tratamento da saúde mental dos pacientes, o que inclui problemas emocionais e de personalidade. A rotina cada vez mais corrida, a pressão pela realização pessoal e profissional, a influência da mídia ditando padrões muitas vezes inalcançáveis, a violência urbana e outros fatores fizeram crescer a procura pelo atendimento psicológico.

Por isso, cada vez mais a psicologia se especializa e passa a atuar em diferentes campos.

Psicologia Clínica

Seja em consultórios particulares ou no serviço público, a demanda é grande por atendimento clínico. O psicólogo clínico atende pacientes de todas as idades, em sessões que podem ser individuais ou em grupo.

O terapeuta faz uma entrevista com o paciente, incluindo uma anamnese para entender o porquê de ele estar ali e qual a melhor forma de ajudá-lo. A terapia se caracteriza por uma conversa entre psicólogo e paciente, com a finalidade de reduzir seu sofrimento, promover o autoconhecimento e apontar meios para que ele consiga ter qualidade de vida, sabendo lidar com suas dificuldades.

Psicologia Educacional

O psicólogo está presente em instituições de ensino, auxiliando estudantes com dificuldades de aprendizagem ou com necessidades especiais, além de dar suporte para pais e professores.

Pode, ainda, ajudar alunos que estão concluindo o Ensino Médio na escolha de uma carreira (orientação profissional) com a aplicação de testes vocacionais que orientam esse momento tão delicado.

O profissional atua também com a direção da escola, auxiliando nas políticas de ensino e projetos pedagógicos.

Psicologia Organizacional

Em empresas de qualquer porte, o psicólogo pode desempenhar um papel importante. Ele vai trabalhar com a direção e os colaboradores para que o ambiente de trabalho seja saudável e motivador, com menos estresse e conflitos pessoais. Essa atuação proporciona maior qualidade de vida a toda a equipe e, por conseguinte, melhora a produtividade e os lucros da empresa.

O psicólogo pode trabalhar também na área de recrutamento, realizando entrevistas e testes específicos para encontrar o colaborador com o perfil ideal (profissional e emocional) para determinado cargo.

O profissional atua ainda na avaliação do desempenho de cada colaborador e elaboração de planos de carreira.

Psicologia Hospitalar

Em hospitais e outras instituições de saúde, o psicólogo trabalha com todos que estão envolvidos no atendimento de saúde: pacientes e seus familiares, médicos, enfermeiros e outras pessoas da equipe.

O suporte psicológico ajuda os profissionais do hospital a lidar com jornadas exaustivas e um ambiente de constante estresse, afinal, qualquer erro pode ser fatal, ainda mais quando se trata da área de emergência. O psicólogo orienta também a equipe na conduta com os pacientes.

Com os pacientes e seus familiares, a figura do psicólogo proporciona bem-estar e segurança para saber lidar com momentos tão difíceis.

Psicologia Social

O psicólogo tem forte atuação no campo social, trabalhando em abrigos, asilos, penitenciárias, ONGs e outras instituições. Ele pode realizar terapias individuais ou em grupo, além de atividades lúdicas e recreativas para o bem-estar dos atendidos.

Psicologia Jurídica

O psicólogo judiciário está presente nos Tribunais de Justiça, em Varas de Infância, Juventude e Família, e também nas Defensorias Públicas. Dentre suas atribuições, está o planejamento de políticas públicas voltadas para os direitos humanos, além de:

  • acompanhamento de processos de adoção com entrevistas e avaliações de famílias e menores de idade;
  • acompanhamento e avaliação de processos de família que envolvem a guarda de menores;
  • avaliação da situação de famílias e crianças em situação de vulnerabilidade social;
  • assessoramento de autoridades judiciais, como os juízes, nas decisões;
  • elaboração de laudos de processos judiciais que envolvam menores e famílias;
  • encaminhamento de pessoas envolvidas nos processos para atendimento psicoterápico.

Psicologia do Esporte

Tem crescido o trabalho do psicólogo junto aos esportes. O profissional atua diretamente com equipes profissionais (esportistas, técnicos e preparadores físicos) para que saibam lidar com problemas e distúrbios de ordem emocional que podem afetar o desempenho.

Os atletas que possuem um suporte psicológico conseguem trabalhar melhor com questões pessoais e alcançam melhores rendimentos em treinos e competições. Isso porque disputar torneios não envolve apenas as habilidades técnicas do esporte. É saber controlar a ansiedade por resultados, superar o medo de enfrentar adversários fortes e não desistir diante das dificuldades.

Neuropsicologia

É uma área do conhecimento que investiga as relações entre o funcionamento cerebral e os aspectos cognitivos e comportamentais.

O neuropsicólogo trabalha para reabilitar as funções cognitivas e de comportamento em pacientes com alguma disfunção, transtorno ou lesão no cérebro, atuando também na avaliação e no suporte para o diagnóstico de qualquer comprometimento neurológico.

Área acadêmica

O profissional pode ainda obter o título de licenciatura em psicologia e tornar-se professor em graduações e pós-graduações na área. Dessa forma, desenvolve pesquisa científica, ampliando cada vez mais o conhecimento nesse campo.

Qual o perfil ideal de um psicólogo?

Apesar de poder trabalhar em áreas tão diversificadas, é imprescindível que o psicólogo goste de trabalhar diretamente com pessoas. Afinal, toda a intervenção desse profissional tem como intuito promover bem-estar e qualidade de vida para públicos de todas as faixas etárias.

Além disso, é importante ser empático e estar aberto a diferentes situações, afinal, o psicólogo trabalha com pacientes com as mais diversas condições, demandas e dificuldades emocionais.

Para vencer no mercado de trabalho é necessário ainda gostar de estudar e não parar no diploma da graduação. Existem especializações, aprimoramentos, pós-graduações, além de cursos diversos que oferecem inclusive certificação e garantem o know-how para trabalhar com determinadas técnicas.

Como posso me tornar um profissional de destaque?

Como mencionamos, o mercado para quem atua na psicologia é amplo e tende a se expandir ainda mais. No entanto, o número de profissionais dessa carreira também é grande, por isso é preciso se destacar.

Para isso, não há segredo: o importante é sempre estudar, se especializando em alguma área. Assim, o seu trabalho ganha qualidade e, consequentemente, mais portas se abrirão.

Organizacional

Por exemplo, suponhamos que você já seja psicólogo e tenha afinidade com a área organizacional. Por que então não começar a procurar cursos de aprimoramento ou especialização em recursos humanos? A oferta é grande e há opções de cursos presenciais e online, ou seja, você pode estudar de qualquer lugar do país.

Coaching

Ainda na área empresarial, você já considerou trabalhar como coach? Talvez você já tenha ouvido falar sobre a área, mas não imaginou que fosse também para psicólogos.

O coaching é voltado para diferentes profissionais e está em alta no mercado. No caso do psicólogo, ele ajuda as pessoas no desenvolvimento da carreira e também pessoal. E tudo o que ele aprendeu na graduação dá uma base muito boa para essa atividade.

O psicólogo vai trabalhar com o comportamento dos indivíduos para que eles aprendam a definir seus objetivos e a lidar melhor com possíveis obstáculos que possam atrapalhar seu crescimento na carreira e na vida pessoal. O profissional ganha confiança, autoconhecimento e fortalece a liderança e inteligência emocional.

É um serviço procurado tanto por indivíduos quanto por grandes corporações que querem aumentar sua produtividade com uma equipe forte.

Clínica

Entretanto, digamos que você é formado, mas gosta mesmo de trabalhar com o campo mais clássico dessa profissão, a psicologia clínica. Você quer atender em seu consultório, ajudando pacientes a lidar com diversos problemas, como fobias, ansiedade etc. Como é possível se destacar nessa área, em que se encontra o maior número de profissionais?

Bom, em primeiro lugar, é preciso que você se coloque no lugar do paciente. O que será que ele espera de uma terapia psicológica? Muitas vezes, o que observamos é que o paciente quer é ter seu problema resolvido sem criar apego com o psicólogo, o que chamamos de terapia breve.

Hipnose ericksoniana

Você já pensou em utilizar uma ferramenta eficaz, cientificamente comprovada, para lidar com o comportamento humano? Sim, ela existe! Estamos falando da hipnose ericksoniana.

Mas esqueça tudo o que você já viu ou ouviu falar daquela hipnose típica de um show de televisão, em que o terapeuta “comanda” as ações do paciente com “faça isso” ou “pense nisso”.

A hipnose ericksoniana trata cada paciente como único. Foi desenvolvida pelo psicoterapeuta norte-americano Milton Hyland Erickson (1901-1980). Ele se especializou em hipnose clínica e terapia familiar e é visto como o principal nome quando o assunto é hipnose médica moderna. Em 1957, ajudou a fundar a Sociedade Americana de Hipnose Clínica e criou a Revista Americana de Hipnose.

Erickson é uma referência em hipnose e a técnica desenvolvida por ele é reconhecida pelos bons resultados. Isso porque ela parte da premissa de que o paciente possui em seu inconsciente todos os recursos necessários para a resolução de seus problemas. O papel do hipnoterapeuta é apenas conduzir a terapia para que ele consiga acessar essas informações, ganhar confiança e se livrar de seu sofrimento. É promover vida nova ao paciente!

Imagine alguém que tem fobia de andar de avião, sentindo-se mal simplesmente ao pisar em um aeroporto. A hipnose seria eficaz para tratar esse tipo de angústia, já que consegue “apontar” para o paciente onde está a raiz desse problema. Pode ser que algum acontecimento de sua infância crie esse bloqueio na vida atual, impedindo-o de viajar com família ou amigos e até mesmo a trabalho.

Mas não pense que a hipnose ericksoniana se trata de uma “receita de bolo” ou manual. Longe disso! O hipnoterapeuta vai conduzir a sessão levando em conta todas as particularidades do paciente, seus valores, suas crenças e sua linguagem, considerando, ainda, suas reações e até mesmo sua postura. Dessa forma, o profissional estabelece uma comunicação “familiar” ao inconsciente do indivíduo.

É por isso que, na hipnose ericksoniana, o terapeuta utiliza sugestões indiretas, como metáforas, histórias e até piadas. Dessa forma, o paciente fica confortável e bastante receptivo na terapia, o que explica seu sucesso.

Com a técnica, o psicólogo pode atender em seu consultório ou ainda em empresas, ajudando profissionais a superar medos ou traumas que podem atrapalhar a ascensão na carreira.

Outros diferenciais da hipnose ericksoniana são:

  • é uma psicoterapia breve, ou seja, ideal para pacientes que têm pressa para se livrar de algum sofrimento;
  • a sessão é focada na linguagem verbal e não-verbal;
  • o poder de cura está nas mãos do paciente, o hipnoterapeuta atua como um guia no tratamento;
  • a comunicação direta com a mente inconsciente gera inúmeras possibilidades no tratamento;
  • o estado hipnótico promove mudanças duradouras na vida do paciente;
  • é uma terapia indicada para o tratamento de medos, fobias e traumas sem o uso de medicamentos;
  • com ela, é possível realizar a terapia de vidas passadas (regressão).

Formação completa

Ficou interessado em se especializar e ser credenciado na hipnose ericksoniana? No Brasil, é possível obter a formação completa no ACT Institute, do grupo The Global Institute for Trauma Resolution. A instituição de ensino e aperfeiçoamento foi criada por Stephen Paul Adler, PhD em Psicologia, com pós-doutorado em estresse pós-traumático.

É importante ressaltar ainda que os cursos de hipnose ericksoniana do ACT Institute são reconhecidos internacionalmente.

Quais são os desafios atuais da profissão?

Você acaba de sair da faculdade de psicologia e sabe que esse é só o início da sua carreira. Muitos desafios começam a aparecer e você precisa saber como contorná-los para ter sucesso profissional, oferecendo um atendimento de qualidade.

Ter o diploma em mãos é apenas o primeiro passo e sabemos de todos os medos que o recém-formado enfrenta — afinal, até ontem você era um estudante e hoje é um profissional que precisa de seu espaço no mercado de trabalho, que é tão concorrido.

Por isso, é importante se organizar e criar estratégias. Você já pensou em fazer um plano de carreira? Isso mesmo! Muita gente só associa um plano como esse a empresários e outros cargos ligados ao mundo dos negócios. Mas todos os profissionais precisam traçar seus objetivos e isso não é diferente para aqueles da área da saúde.

Para começar, volte sua atenção para si mesmo e vislumbre onde quer trabalhar e aonde quer chegar. Quais são suas ambições? Em qual área da psicologia pretende atuar ou, pelo menos, começar sua jornada profissional?

Para deixar tudo mais concreto, escreva suas metas no papel. Mas não estamos falando de planos apenas para o ano que vem! São objetivos a longo prazo, 5 até 10 anos. Assim você consegue visualizar quais estratégias deverá adotar para alcançar essas metas. Será que é preciso saber um segundo idioma? Ou fazer uma especialização?

As universidades e faculdades em todo o Brasil oferecem uma gama de cursos de pós-graduação para formados em psicologia, mas você não precisa ficar restrito à academia. Há diversos institutos com cursos de formação consistentes que vão ajudar a alavancar sua carreira. Um deles é o ACT Institute.

A ideia é você variar seu campo de atuação. Assim, você não fica preso a um determinado segmento e sem saber para onde correr em um momento de crise. É uma estratégia para atrair mais pacientes ou empresas interessadas em seu trabalho.

Divulgação

Claro que é sempre bom também fazer uma boa divulgação de seu trabalho, porque de nada adianta ser referência em alguma área da psicologia se o público não conhecer sua atuação. Portanto, invista no marketing! Aposte no “bom e velho” cartão de visitas e também no mundo digital: hoje, sites e redes sociais ajudam bastante na hora de mostrar seu perfil profissional e os serviços oferecidos.

Sempre atualizado

Para que você saiba até onde pode chegar é importante estar sempre atualizado quando o assunto é o mercado de trabalho na psicologia. Assim você fica sabendo em quais áreas há mais demanda e quais segmentos de atuação estão surgindo, tudo para que você se posicione e saia na frente.

Você pode ainda aprimorar seus conhecimentos assistindo a filmes que retratam as atividades do psicólogo.

Outro ponto é estar em contato com os colegas da profissão, fazendo o chamado networking. Assim você fica sabendo primeiro de oportunidades e pode ainda estabelecer parcerias.

Por fim, esteja aberto a todas as mudanças que a profissão impõe, como o uso de tecnologia — que já é uma realidade no trabalho dos psicólogos, como vamos ver no próximo tópico.

Como a tecnologia pode ajudar a área de psicologia?

O fato é que o mundo hoje é digital! Estar conectado a todo momento faz parte das nossas vidas. No campo do trabalho, a tecnologia traz soluções e aproxima pessoas. Por isso, na psicologia essa interface já foi incorporada, ditando novas formas de atendimento.

Isso mesmo! No Brasil, o Conselho Federal de Psicologia já autorizou o atendimento psicológico via meios tecnológicos de comunicação. É o que diz a Resolução CFP nº 011/2012. Por enquanto, é permitida essa relação online para 20 sessões, mas já é um passo importante para a abertura de mercado para os psicólogos.

O profissional que passa a se especializar nesse tipo de atendimento pode conquistar mais pacientes. Afinal, as pessoas não têm tempo para ficar se deslocando para uma sessão de terapia. A rotina corrida, o trânsito caótico de muitas cidades, os compromissos com o trabalho e a família fazem parte da realidade de muita gente.

Essa opção de atendimento tecnológico possibilita que mais pessoas tenham acesso às sessões e, dessa forma, consigam resolver seus conflitos e viver melhor.

Programas

Programas de computador também são desenvolvidos para aperfeiçoar o atendimento psicológico. É o caso do Programa Brasileiro de Realidade Virtual para tratamento de Fobia Social (RVFS), criado pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas.

Trata-se de simulações com personagens reais, que são colocados em cenários virtuais. Com uma TV 3D e óculos com tecnologia para ver imagens em terceira dimensão, o paciente realiza o tratamento.

Ele assiste à cena e interage com os personagens “comandados” pelo psicólogo, realizando o tratamento sem saber, porém, que a interação é na verdade com o terapeuta. Essa é uma forma de o paciente aprender a lidar e superar sua fobia em um ambiente onde ele se sinta seguro.

Aplicativos

Os aplicativos dos smartphones, tão populares e acessíveis atualmente, também podem ser aliados do psicólogo nos atendimentos e no acompanhamento de tratamentos. É uma ferramenta disponível na palma da mão.

Confira a seguir três aplicativos voltados para os profissionais da psicologia que são gratuitos e estão disponíveis para os sistemas Android e iOS!

  • DSM Reference: aplicativo de consulta ao DSM. Os psicólogos podem acessar esse app no smartphone e rapidamente consultar o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM), facilitando o atendimento;
  • Pacifica: aplicativo voltado para pacientes que sofrem de ansiedade. Permite ao usuário que anote as tarefas que conseguiram cumprir sem problemas durante o dia, além de disponibilizar exercícios para a mente, como relaxamento e meditação;
  • ODK Collect: aplicativo para psicólogos que auxilia nos questionários de diagnóstico e acompanhamento de pacientes. Ele armazena as respostas e informações coletadas nas sessões, facilitando bastante todo o acompanhamento do tratamento. Disponível para smartphones e versão desktop.

Neste artigo, procuramos expor a realidade do mercado de trabalho da psicologia, detalhando quais as áreas de atuação que o profissional pode explorar. Como dissemos, é importante traçar um plano de metas e estudar sempre, seja com cursos de pós-graduação ou outras certificações de qualidade, e estar aberto à tecnologia. A dica é não se acomodar e abraçar por completo essa profissão tão importante, que ajuda no bem-estar e na qualidade de vida de pessoas de todas as idades.

Se você já é formado ou está terminando a sua graduação, já sabe agora como se destacar no mercado de trabalho e atrair mais pacientes! Comece agora a trabalhar suas estratégias aprendendo como fazer detalhadamente o plano de carreira em psicologia.