Primeiramente não entre em pânico mas, acredite ou não, antidepressivos e ansiolíticos não são tão necessários quanto você imagina.

 

Desde a primeira vez que ouvimos falar sobre remédios que poderiam controlar problemas psicológicos há grande controvérsia e apesar de tudo que dizem, aqui está o que você verdadeiramente precisa saber sobre esses remédios, de acordo com especialistas no assunto.

 

Acima de tudo, acredite em um profissional!

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

É muito simples colocar “antidepressivos e ansiolíticos” no google e ter uma série de respostas, nomes e conclusões, mas isso não quer dizer que todas as fontes são confiáveis, muito menos verídicas. A melhor atitude que você pode tomar é consultar um psiquiatra sobre o assunto.

 

Felizmente, para o seu alívio o ACT Institute é composto apenas por profissionais formados e extremamente capacitados na área, por isso se você quer uma resposta conclusiva sobre qual o verdadeiro problema dos antidepressivos e dos ansiolíticos, você precisa ler este artigo até o final.

 

Nem sempre eles são necessários, mas às vezes são.

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Pode parecer controverso mas os antidepressivos e ansiolíticos não são tão ruins assim, em alguns casos (diríamos que extremos e específicos) eles podem ser efetivos e necessários. É importante salientar que foram desenvolvidos por pessoas extremamente qualificados e há um cuidado mais que dobrado sobre seus testes e sua efetividade.

 

Muito mais importante do que ficar se perguntando se eles são ou não são uma boa ideia, é conversar com seu psiquiatra sobre o assunto. Apenas com muita análise é possível identificar se é preciso utilizar este tipo de remédio.

 

O problema se encontra (em grande maioria) nos psiquiatras

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

O ACT Institute é responsável por dar todo o suporte e apoio para este tipo de profissional, e não estamos sendo excessivos ao afirma que muitos ainda não descobriram ou não se especializaram em formas de tratamento que são muito mais eficientes do que os remédios.

 

Atualmente existem diversas áreas que abordam traumas, depressão e transtorno de ansiedade de forma mais efetiva e sem a prescrição de medicamentos que podem (ou não) causar danos à longo prazo! A hipnoterapia por exemplo é um caso comprovadamente mais efetivo no tratamento de casos do tipo.

 

O maior problema dos antidepressivos e ansiolíticos e que ao final eles nem precisariam ser prescritos na grande maioria dos casos, mas por conta de profissionais que ainda não tiveram o contato com alternativas naturais, acabam sendo a única alternativa proposta ao paciente.

 

Se você é um paciente ou um profissional que quer sair desse óbvio e entender melhor qual o rumo que a ciência psicológica tem tomado, nós podemos te ajudar. Conheça mais sobre nosso trabalho, no link: http://www.actinstitute.org/index.php

Até a próxima,

Act Institute.