Situações mal resolvidas no passado podem constituir a origem inconsciente de dificuldades enfrentadas no presente. Eis o campo de atuação da terapia de regressão.

Como técnica psicoterapêutica, permite acessar aquelas experiências de modo eficaz e rápido, trazendo à tona memórias antes registradas, mas mantidas no subconsciente. É um instrumento objetivo no auxílio à libertação de fobias, ansiedades e processos depressivos.

A essência da terapia de regressão está no princípio do aprendizado com o passado para a construção de novos delineamentos no presente. Vamos decifrar essa técnica.

Usando a hipnose

A hipnose é uma das ferramentas utilizadas para a realização da terapia de regressão. Em especial, a hipnose ericksoniana, de Milton Hyland Erickson, psicoterapeuta americano e a principal referência em hipnose médica moderna.

Erickson considerava que os pacientes, em geral, já possuem em seu inconsciente os instrumentos requeridos para a solução de seus próprios problemas. Ao terapeuta cabe, então, viabilizar o contato do paciente com esses recursos. Durante quase todo o processo, o paciente permanece consciente, interagindo, podendo mesmo interromper a sessão.

A hipnose de Erickson é, desse modo, uma efetiva comunicação com a mente inconsciente. Trata-se de uma comunicação que vai além das palavras, fazendo uso de linguagens inconscientes. Uma de suas características é a interação com o paciente e o respeito aos seus desejos e limites.

Existem sites especializados em hipnose ericksoniana em que é possível aprofundar-se na técnica por meio de cursos avançados. Há, inclusive, um e-book disponível para os interessados.

As técnicas indutivas

A hipnose clássica faz uso de uma comunicação verbal sugestiva dirigida ao consciente do paciente, como indução ao estado hipnótico.

Por sua vez, a hipnose de Erickson se dirige ao inconsciente do paciente, mas incorpora também os componentes da linguagem não verbal, o que exige do terapeuta maior atenção aos sinais do paciente como postura, expressões faciais, movimento dos olhos etc.

Outro traço próprio de sua técnica é a flexibilidade com o paciente, sempre adaptando sua abordagem com cada um. E trabalhando com a linguagem do inconsciente, imaginativa e metafórica.

Assim, contava histórias, fazia piadas e trocadilhos, apresentava enigmas numa linguagem codificada para o inconsciente. Ao mesmo tempo, dava ao paciente total liberdade para interpretar à sua maneira o que estava sendo dito.

Na metodologia de Erickson, a resistência do paciente é, então, muito menor. Boa parte do controle está com o paciente e isso o torna mais calmo e mais receptivo, com melhores resultados terapêuticos em cada sessão.

Em razão dessa significativa participação do paciente no próprio tratamento, pode-se dizer que para Erickson não há hipnose, mas sim auto-hipnose.

Terapia de regressão e o tratamento de fobias

As fobias constituem medos insensatos. Uma de suas características é o reconhecimento pelo próprio indivíduo da inexistência de uma base razoável para o sofrimento de que ele é portador.

A terapia de regressão permite um retorno às experiências do passado adulto, adolescente, infantil e intrauterino para reavaliá-las e dar-lhes novo significado. Essas experiências anteriormente vividas e agora trazidas à tona permitirão compreender de onde vêm determinados hábitos, medos ou fobias, representados no presente.

Por meio da terapia de regressão são acessadas informações esquecidas e as experiências são, na sequência, ressignificadas. Desse modo, podem ser eliminadas as frustrações e superados os preconceitos antes instalados.

Na regressão, a experiência como tal permanecerá, mas dela será retirado o sofrimento, o medo, a dor. O terapeuta tem a função de ajudar o paciente na eliminação do controle que o passado vinha exercendo em sua vida.

Para a efetivação do processo de regressão, é necessário que haja, da parte do paciente, aceitação do procedimento e sua permissão para acesso às suas experiências passadas. Não há regressão sem o consentimento e participação do paciente.

Casos famosos de regressão

A hipnose tem registrado inúmeros casos de sucesso em todo o mundo. Além de pessoas comuns, muitos políticos, atores, cantores, desportistas e outras conhecidas da mídia mundial já resolveram suas questões com a utilização da técnica.

Citamos alguns, mais famosos, que constituíram experiências de sucesso com a terapia de regressão.

Adele, cantora, compositora e instrumentista britânica

No ano de 2013, apesar de sua experiência com palcos e multidões, a cantora desenvolveu um temor de se apresentar na entrega do prêmio Oscar para interpretar a canção Skyfall, em razão de alguma crença limitante. Pela regressão, livrou-se do medo e fez uma excelente e tranquila apresentação. Aproveitou e trabalhou também para deixar o cigarro.

Bruce Willis, ator norte-americano

Recorreu à terapia de regressão para curar-se do medo que tinha de problemas de gagueira, com os quais conviveu ao longo de toda sua juventude.

Jackie Kennedy Onassis, ex-primeira dama americana

Utilizou a regressão para superar inúmeros eventos trágicos de sua vida.

Murilo Benício, ator brasileiro

Utilizou a terapia de regressão para curar-se de uma gagueira da qual era portador até os 21 anos de idade.

Por que recorrer à terapia de regressão?

Deve-se considerar a terapia de regressão como uma alternativa a ser adotada:

  1. Quando houver sofrimento ou sentimentos impeditivos (medos, fobias etc.) a ponto de trazer limitações para o dia a dia do indivíduo;

  2. Quando se pretende descobrir situações passadas relevantes para o paciente no presente;

  3. Quando se pretende resgatar habilidades e talentos antes desfrutados, mas abandonados no presente;

  4. Quando se pretende adquirir uma consciência mais plena de sua própria existência e suas potencialidades;

  5. Nos diagnósticos de síndrome de estresse pós-traumático.

Existem ainda algumas boas razões para se recorrer à terapia de regressão como forma de tratamento. Entre outras, listamos estas:

  • Seus resultados são rápidos (método breve);

  • O preço do tratamento é mais acessível;

  • Não há desenvolvimento no paciente de dependência do terapeuta;

  • O tratamento é totalmente personalizado para cada caso em particular;

  • Permite dialogar com o inconsciente;

  • Permite a limpeza de memórias negativas;

  • Permite a liberação de afeto;

  • Dispensa a utilização de medicamentos.

Nunca será demais alertar que a condução dos trabalhos de terapia de regressão só deverá ser realizada por profissional habilitado e com experiente na técnica.

Você teve a oportunidade de conhecer a terapia de regressão e a hipnose ericksoniana. Há muito mais em nosso Facebook. Siga-nos por lá. Também não deixe de se inscrever no nosso canal no YouTube, temos vários vídeos com muito mais informação.