Muito dos nossos comportamentos e problemas de fundo psicológico atuais são causados por eventos que aconteceram no passado e foram enraizados no inconsciente. Para conseguir corrigi-los, muitas vezes precisamos voltar àqueles momentos para entender porque eles marcaram tanto nossas vidas.

A hipnose regressiva é uma forma bastante eficaz para resolver casos assim. Esse tipo de hipnose se baseia no princípio de que o nosso cérebro tem uma imensa capacidade de armazenamento de dados (maior até do que a de um computador). Isso significa que nós somos aptos a guardar informações desde a vida intrauterina até os dias atuais.

No post de hoje, conheça um pouco mais sobre a hipnose regressiva e suas vantagens no tratamento de pacientes com algum trauma psicológico. Boa leitura!

Como a hipnose regressiva funciona?

A hipnose regressiva não é feita através de uma técnica ou método específico, mas sim de uma confluência de esforços para a recuperação de memórias bloqueadas ou que sofrera a ação do tempo. Sendo assim, esse tipo de hipnose deve ocorrer dentro de um tratamento feito por um terapeuta qualificado.

Diversos problemas emocionais podem ser tratados dessa forma. O grande objetivo do tratamento é fazer com que o paciente percorra as memórias mais antigas, usando as mesmas técnicas da hipnose, com pequenos ajustes.

Durante essa busca pelo passado dentro da mente, diversas situações são revividas.  A pessoa passa por diversas fases da sua vida, desde quando estava se formando na barriga da mãe, passando pela infância, adolescência, até a idade em que se encontra.

Essas circunstâncias estão ligadas direta ou indiretamente aos traumas e problemas do presente. O medo, a ansiedade, a angústia, a insegurança e a depressão podem se instalar por causa de um acontecimento do passado.

Dessa forma, a hipnose regressiva também pode ser a chave para solucionar entraves que causam doenças físicas, liberando o corpo de uma série de somatizações.

Quais são os passos do tratamento?

Na primeira sessão, o terapeuta identifica quais são os problemas enfrentados pelo paciente. Essa é a fase da coleta de informações. A partir disso, são traçadas as estratégias que vão ser usadas para promover o tratamento e a cura.

Cabe ao profissional acessar uma parte da memória que consciente não consegue conectar. Porém, a partir do momento em que uma pessoa entra no transe hipnótico, essa memória pode ser acessada a qualquer hora.

De forma passiva e por meio de comandos sugestivos, o terapeuta, juntamente com o paciente, conduz até aquela memória responsável pelo quadro clínico. Para que essas memórias sejam encontradas, são usados alguns recursos, tais como: metacomunicação, imagens mentais, metáforas, histórias e recriações da imaginação.

Depois é feita a pós-regressão, que trabalha para que essa memória não consiga mais afetar a pessoa, emocional ou fisicamente. Se for eficaz, o alívio é imediato.

Caso o profissional ache necessário, pode usar técnicas de PNL (Programação Neurolinguística) e outras. Assim, ele desfaz comportamentos que foram enraizados por causa dessa antiga memória e prolonga os feitos do tratamento.

Quais são as dúvidas mais frequentes quanto à hipnose regressiva?

Existe muito receio quanto ao uso da técnica e o profissional deve estar devidamente preparado para responder qualquer dúvida que surgir.

Por exemplo, é bem comum pensar que se perde a consciência no momento do transe. Se isso acontecesse, a hipnose regressiva seria impraticável, já que o indivíduo precisa ouvir aos comandos dados a ele.

A partir daí, outra dúvida surge: pode-se obrigar o paciente a fazer algo que não queira?

Antes que a hipnose aconteça de fato é feita uma preparação. Ou seja, todos os comandos dados durante o transe são preestabelecidos pelas duas partes. Assim, o cérebro se prepara para receber apenas as ordens que já estavam combinadas.

Se o terapeuta der uma ordem não estabelecida anteriormente, o próprio cérebro trata de se proteger dela, impedindo que se faça algo que não queira. Na verdade, não são usadas necessariamente ordens, mas sim palavras sugestivas como tentativa de alcançar o inconsciente.

Durante o transe, o paciente não chega a dormir, mas fica em um estado entre o sono profundo e a vigília. Assim, ele está apto a realizar tudo o que é necessário para que a cura aconteça por meio de suas lembranças e das técnicas utilizadas no tratamento.

Quais são as vantagens da hipnose regressiva?

A hipnose regressiva oferece uma série de benefícios, principalmente por conseguir resolver muitos problemas psicológicos mais rapidamente do que outros tipos de terapia. Veja algumas de suas vantagens:.

É uma opção a mais de tratamento

Muitas vezes a origem de um problema está na infância. Por isso, pode haver ter uma mudança de comportamento que, por outras técnicas, não seria possível.

Oferecer esse método de tratamento é uma nova forma de solucionar muitos conflitos pessoais. Os pacientes sentem-se mais esperançosos por terem outras opções de cura do problema, sem precisarem buscar por outro profissional e começar do zero.

Apresenta resultados imediatos

Como o tratamento é realizado no inconsciente, onde o paciente por si só não consegue alcançar, o especialista é essencial. Ao utilizar a hipnose regressiva, o terapeuta consegue oferecer uma melhora muito mais rápida e eficaz.  

Isso é importante, já que muitos abandonam a terapia logo nas primeiras semanas por quererem ver mudanças rápidas. Com esse método, é possível oferecer isso aos pacientes.

Sua eficácia é facilmente comprovada

Muitas pessoas que já se submeteram à hipnose regressiva conseguiram melhorar consideravelmente suas vidas, comprovando os resultados da técnica. Como ele oferece mais rapidez no tratamento, o paciente tem o que precisa para viver melhor em pouco tempo.

Em outras palavras, além de eficaz, a hipnose regressiva é eficiente.

Não possui efeitos colaterais

Como não é feito nenhum uso de medicamentos ou qualquer tipo de acessório para fazer a hipnose regressiva, não existem efeitos colaterais. Além disso, não há a necessidade de se interromper o uso de medicações psiquiátricas para tratar ansiedade, depressão ou TOC.

Se este post sobre a hipnose regressiva te instigou a querer saber mais do assunto, leia este outro artigo sobre a terapia de regressão. Até a próxima!