Apesar da população brasileira estar se deparando com a realidade da hipnose para tratamento há pouco tempo, seu uso clínico já é aprovado desde 1950 pela Sociedade de Medicina Americana e pela Associação de Medicina Britânica – e, hoje em dia, vem sendo recomendado até pela Organização Mundial da Saúde!

 

Por ano, são realizados dezenas de estudos que conseguem reforçar cada vez mais os dados científicos da eficiência prática da hipnose. Por exemplo, um estudo meta-analítico, que avaliou dezoito pesquisas sobre a hipnose no combate à dor, mostrou que 75% dos casos clínicos e experimentais obtiveram substanciais alívios a partir da utilização de técnicas de hipnose.

Hospitais como Memorial Sloan Kettering Cancer Center, o A.C. Camargo e o Hospital das Clínicas já usam hipnose para tratamento alternativo para câncer e dores crônicas. Além de vários consultórios odontológicos que substituíram a técnica pelo uso convencional da anestesia. Porém, a dificuldade de achar profissionais com formação em Hipnoterapia, e a existência de uma cultura global fortemente enraizada na utilização de medicamentos, dificulta a popularização de métodos sem o uso de drogas.

 

A Dra. Marcia Angell, do Departamento de Medicina Social da Universidade de Harvard, diz: “As [empresas] farmacêuticas gastam dezenas de bilhões de dólares para seduzir os médicos oferecendo viagens e convenções. E o pior, muitas vezes fazem isso fingindo que os estão educando. O resultado dessa convivência é que os médicos aprenderam um estilo de medicina que se baseia em remédios… Eles estão aprendendo que para cada reclamação de um paciente há um medicamento que soluciona o problema.”.

Nós da ACT INSTITUTE, em parceria com Rodrigo Rizzo (fisioterapeuta e hipnólogo especialista no tratamento de dores crônicas), iniciaremos nosso curso de COMUNICAÇÃO HIPNÓTICA PARA ALÍVIO DA DOR.

Clique aqui! Inscreva-se e aprenda todas as técnicas necessárias para o tratamento de dores crônicas com o uso de hipnose!