Autoridade sênior em Psicanálise, Dr. Stephen Paul Adler é Ph.D. em Psicologia e Pós-doutor em Estresse pós-traumático. Há 50 anos dedica seu trabalho aos pacientes e as pesquisas. Possui 19 técnicas diferentes de psicoterapia e o reconhecimento mundial como expert em Hipnose Ericksoniana e ministro da igreja Interfaith.

Há 28 anos Dr. Stephen estuda profundamente os ensinamentos de Milton Hyland Erickson, dominando e aperfeiçoando a técnica da hipnose. Seu conhecimento na filosofia ericksoniana e a vivência profissional com o trauma psicológico incentivaram-no a desenvolver a Resolução Neurobiológica de Trauma, abordagem especial para a cura de traumas psicológicos diversos.

Stephen Paul Adler é considerado, atualmente, um dos principais discípulos de Milton H. Erickson por sua imensa contribuição ao campo de resolução de traumas e ao empenho na difusão da Hipnose Ericksoniana, sendo também o único consultor certificado pela ASCH – American Society of Clinical Hypnosis (Sociedade Americana de Hipnose Clínica) no Brasil. 

Nesses mais de 50 de carreira, Dr. Stephen fundou a The Global Institute for Trauma Resolution, em Nova Iorque, e o ACT Institute, com escritórios nos Estados Unidos e no Brasil, publicou o livro Hipnose Ericksoniana – estratégias para comunicação efetiva, em 2010, e Uma abordagem ericksoniana para um inconsciente informado, em 2014.

Dr. Stephen trouxe várias contribuições ao trabalho de Erickson ao longo desses 50 anos de estudos e experiências de práticas clínicas, entre eles estão: 

Exploração do Implícito

Ele percebeu que compreender as necessidades profundas, que estão além dos discursos trazidos pelos pacientes, auxilia na construção de uma percepção mais clara daquilo que ele chama de aprendizagens incompletas, e das necessidades que partes dos pacientes ainda conectados com essas necessidades apresentam. Essa compreensão favorece as estratégias que promoverão as resoluções das aprendizagens que ficaram em aberto.

Ele nomeou essas necessidades profundas, que quase sempre não estão claras no discurso dos pacientes, de “conteúdos implícitos” e pela importância que observou que possui no tratamento, promoveu uma série de exercícios visando desenvolver essa sensibilidade do terapeuta, no processo do engajamento com o paciente, a fim de conseguir ler o implícito do paciente, por meio das técnicas de percepção profunda que são desenvolvidas nos treinamentos.

Conceito de Engajamento

A cura é um processo relacional onde a pessoa adquire facilidade de construir respostas significativas para suas necessidades, na medida em que constrói um vínculo terapêutico de segurança, de aceitação e total liberdade para ser o seu mais autêntico e verdadeiro ser. Dr. Stephen entendeu a importância do terapeuta aprender a realizar uma conexão profunda no mundo interno do paciente.

Essa conexão profunda, que supera os conceitos de rapport, ele nomeou como engajamento, permite que o paciente imerja com produtividade na experiência interna do paciente, para compreender com maior riqueza,  os modelos limitadores do cliente. Durante os treinamentos é fornecido ao aluno muito conteúdo técnico e prático para construir essa habilidade.

O engajamento constrói um campo relacional que,  por gerar um contexto de segurança emocional, permite que o paciente se aprofunde em seu mundo interior. A qualidade desse campo favorece o acesso a informações valiosas, recursos fortalecedores e mais clara consciência da necessidade, direção e ritmo a serem trabalhados,  para proporcionar a experiência de cura.

 

Para saber outras contribuições que o Dr. Stephen trouxe ao trabalho de Milton Erickson, leia a parte 2 clicando aqui.