Os aplicativos para smartphones facilitaram muitos aspectos das nossas vidas cotidianas, desde a forma como nos comunicamos e relacionamos com as outras pessoas até o jeito como pedimos comida e nos transportamos pela cidade. Mas você já pensou que eles também podem ser uma poderosa ferramenta no trabalho de psicólogos e no acompanhamento do tratamento dos seus pacientes?

Os apps são eficientes na construção de novos hábitos, mas também são uma forma prática de registro e mapeamento de emoções e momentos marcantes, além de uma excelente fonte de estudo para profissionais que desejam estar sempre atualizados.

Conheça agora mesmo 8 aplicativos para psicólogos que vão melhorar a eficácia da experiência do tratamento clínico para os profissionais e seus pacientes:

1. Self-Help Anxiety Management: app para pacientes com problemas de ansiedade

Uma equipe universitária de psicólogos e cientistas da computação da Universidade do Leste da Inglaterra trabalhou duro para condensar métodos estabelecidos de autoajuda em uma experiência envolvente, flexível e fácil de ser usada.

O resultado da pesquisa foi o aplicativo Self-Help Anxiety Management, também carinhosamente conhecido como SAM. O app oferece uma gama de métodos de autoajuda para pessoas que necessitam e desejam aprender a gerenciar sua ansiedade.

O SAM ajudará os pacientes a entender a causa das suas ansiedades, a monitorar seus pensamentos e comportamentos ansiosos ao longo do tempo e a gerenciar a ansiedade por meio de exercícios de autoajuda e reflexão.

Apesar de poder ser usado de forma autônoma, a experiência com SAM é melhor quando acompanhada por um profissional da área de saúde mental. O app pode funcionar muito bem como um complemento ao tratamento oferecido nas sessões.

O aplicativo oferece 25 opções de autoajuda que abrangem: informação sobre ansiedade, relaxamento físico, relaxamento mental, orientações para pôr em prática a autoajuda e rede social fechada dos usuários do aplicativo.

Gratuito. Disponível para pacientes usuários Android ou iOS, mas infelizmente apenas em versões na língua inglesa.

2. Calm: app para pacientes que precisam atingir mindfulness

Apps de meditação são ótimos para pacientes que precisam encaixar exercícios para atingir o estágio de mindfulness na sua rotina. Segundo o New York Times, Calm é o aplicativo de atenção plena e meditação perfeito para iniciantes, mas também inclui centenas de programas de níveis intermediários, avançados e gurus.

O app oferece sessões de meditação guiada que duram entre 3 e 25 minutos, dependendo do objetivo do usuário ou do tempo disponível que ele tem para encaixar o exercício na rotina. O aplicativo é totalmente gratuito para download e uso. Mas, para ter acesso a todos os módulos e recursos, é necessário comprar a versão paga do app. Disponível para pacientes que sejam usuários Android e iOS.

3. Cogni: app para pacientes que precisam registrar suas emoções

Aplicativo para auxiliar na confecção de Registros de Pensamentos Disfuncionais. Por meio de uma interface simples, os pacientes registram na ferramenta sempre que sentirem alguma emoção marcante e podem anotar os pensamentos que tiveram no momento e as ações que tomaram em decorrência dessa emoção.

Com o tempo, o histórico de Registros de Pensamento começa a revelar padrões de comportamento que podem ser identificados e trabalhados durante as sessões, facilitando a vida de pacientes e psicólogos. Muito eficiente no auxílio de pessoas em Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC).

O Cogni é gratuito e está disponível para pacientes que sejam usuários Android e iOS.

4. Cognitus DBT Self-Help: app para psicólogos que desejam aprender mais sobre Psicoterapia Dialética Comportamental

Esse aplicativo oferece aos usuários uma maneira prática e eficaz de acessar informações chaves sobre Psicoterapia Dialética Comportamental, DBT na sigla em inglês.

A usabilidade não é das melhores e não possui uma versão em português, por isso é um dos aplicativos para psicólogos recomendado para aqueles que desejam aprofundar seus conhecimentos em temas como Core Mindfulness, Tolerância de Angústia, Regulação Emocional e Eficácia Interpessoal.

5. DSM Reference: app para psicólogos que precisam consultar regularmente o DSM

Tenha no seu smartphone uma forma rápida e prática de consultar os critérios do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM).

O app é gratuito e está disponível para pacientes usuários Android e iOS.

6. Pacifica: app para pacientes com problemas de ansiedade

Preocupada com o número de pessoas afetadas por problemas de ansiedade nos tempos atuais, uma equipe de desenvolvedores criou esse aplicativo que permite aos usuários marcarem quais tarefas conseguiram realizar sem problemas ao longo do dia, além de promover exercícios de relaxamento e meditação.

É considerado o app mais completo do tipo no mercado. Gratuito e disponível para pacientes que sejam usuários Android e iOS.

7. ODK Collect: app para psicólogos que precisam de ajuda na confecção de questionários de diagnóstico e acompanhamento

Crie questionários e inventários de forma simples e tenhas as respostas coletadas e armazenadas de forma que possam ser processadas a qualquer momento. Com o ODK Collect, você pode fazer desde prontuários simples e evoluções por meio de escalas até pesquisas anônimas de satisfação com os pacientes.

Disponível gratuitamente para Android, mas também em versões para desktops.

8. MindShift: app para pacientes jovens e adolescentes com problemas de ansiedade

Uma espécie de treinador portátil que ajuda os usuários a enfrentarem situações difíceis e assumirem o controle das suas vidas. MindShift é um app desenvolvido com foco em adolescentes e jovens adultos que tenham problemas para lidar com a ansiedade.

Por meio de ferramentas específicas, o aplicativo promove uma mudança de mentalidade e empodera os pacientes para lidarem com diferentes consequências de crises de ansiedade como o pânico e problemas para dormir.

Ele está disponível para pacientes que sejam usuários Android e iOS.

Essas são algumas das nossas recomendações de aplicativos para psicólogos que podem ser usados no dia a dia ou recomendados para os seus clientes. Não pense nos aplicativos como substitutos de sessões, mas sim como ferramentas complementares que podem ajudar a aumentar a satisfação dos pacientes com o tratamento oferecido e facilitar o trabalho e pesquisas dos profissionais de saúde mental.

Gostou deste artigo? Então compartilhe-o nas redes sociais e mostre aos seus contatos que você é um profissional dedicado e sempre em busca das soluções mais inovadoras para você e seus pacientes.