Frequentemente tratamos, tanto aqui, nesta página, quanto em nossos posts do Facebook, sobre um assunto que é um dos grandes vilões da nossa realidade: os famosos PADRÕES COMPORTAMENTAIS NEGATIVOS.

Padrão comportamental não é uma temática nova, nem descoberta do século 20 e, muito menos, fruto da louca sociedade em que vivemos. Ele é algo intrínseco ao nosso ser, sendo nós os únicos responsáveis por torna-los negativos ou positivos.

Mas, no caso dos padrões comportamentais negativos, qual a relação entre eles e a autossabotagem? Simples, a autossabotagem é uma das várias facetas dos padrões comportamentais negativos.

A composição da autossabotagem contém, em seu meio, uma simples ação, que sozinha já causa grandes perdas e sofrimento. Acrescente ao caldeirão borbulhante que somos, o medo do que está fora de nossa zona de conforto e que nos impede de realizar nossos objetivos, e pronto. Plantamos a semente da autossabotagem em nossa vida.

Não mal interprete o que se falou no parágrafo anterior. O medo é um mecanismo de defesa que desenvolvemos para o nosso próprio bem. O problema começa quando não há equilíbrio.

É natural sentir medo de algo que será feito pela primeira vez, principalmente se este algo não compõe nossa zona de conforto. A questão começa a ficar preocupante quando se percebe que o medo paralisou o executor e a ação planejada não aconteceu.

Este é o papel principal da autossabotagem: criar quilômetros de distância e obstáculos intransponíveis entre uma pessoa e seu desejo. E, infelizmente, não há fórmulas mágicas que façam a autossabotagem desaparecer.

É somente através de muito esforço, reeducação e, até mesmo, auxilio profissional, que conseguimos nos livrar dessas amarras e trilharmos o caminho que é nossa missão.

Por isso que sempre repetimos que o autoconhecimento é a chave para o sucesso. Quando se tem consciência das qualidades e defeitos, dos pontos positivos e negativos, que formam o ser, automaticamente, passa-se a notar que aquele padrão negativo não corresponde a nenhuma característica própria, independentemente de sua natureza.

Consequentemente, a autossabotagem enfraquece. Como uma pessoa se autossabotará se ela possui o conhecimento de suas forças e limites, e sabe em seu interior que muito dos obstáculos que ela mesma se impôs podem ser deixados para trás com apenas um passo?

Como relatamos no título, a arte da autossabotagem é velha e a melhor versão de você nunca sairá de moda.