Estudar com propriedade os casos da semana, empregar atividades lúdicas e nutrir positivamente os pacientes, são algumas (das muitas) tarefas que um terapeuta ocupacional enfrenta no cotidiano. E apesar de ter sido uma profissão escolhida com carinho e desempenhada com profissionalismo, parece que ninguém te avisou o quão desafiador poderia ser, correto?

 

Nós temos certeza de que a consciência das dificuldades que apareceriam, é algo que a grande maioria já havia se preparado, no entanto a falta de assistência informacional muito provavelmente não era prevista. Ainda existe muito tabu sobre a profissão, e consequentemente a falta de artigos que auxiliam o terapeuta, se torna uma dura realidade.

 

O ACT é um instituto reverenciado que está familiarizado com este tipo de dificuldade. Diariamente esbarramos com terapeutas, psicólogos e profissionais da área que enfrentam inúmeros obstáculos. A fim de contribuir ao meio digital, separamos algumas das soluções que podem possibilitar uma rotina mais leve.

 

 

  • Sua energia é fundamental

 

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

 

É simples compreender que a função de um bom terapeuta ocupacional é transformar a energia de seu paciente positivamente. Mas focar somente no paciente, pode acarretar muitas vezes, na negligência da própria energia.

 

Durante a trajetória do instituto ACT, tivemos a oportunidade de conversar tanto com terapeutas, quanto com pacientes, e uma das maiores barreiras dentro de consultório é a falta de energias positivas que o profissional pode passar ao paciente, o que muitas vezes pode denegrir a imagem do terapeuta. Sem contar as dificuldades instituídas no ambiente pessoal. Procure cuidar da sua saúde física e mental e assim propiciar um ambiente de boas energias e uma vida mais leve a você mesmo.

 

 

  • Fé é algo poderoso e você deveria levar a sério

 

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

De acordo com o dicionário, fé é: “crença/confiança em algo ou alguém, sem que haja quaisquer provas que comprovem a veracidade da causa”. E porquê isso é tão importante dentro de consultório, uma vez que somos instruídos sobre a importância de levar a ciência da psique ao pé da letra?  

 

Bem, acreditar fielmente na melhora de seu paciente, é uma das questões que torna a fé um objeto tão importante ao terapeuta ocupacional. Não podemos comprovar com toda a certeza de que todos que entrarem em nossos consultórios sairão com seus traumas solucionados e suas vidas transformadas, mas acreditar que isso é totalmente possível, é o primeiro passo! Afinal, fé gera esperança e a esperança gera ação, a ação por sua vez, gera resultados.

 

 

  • Trabalho conjunto é uma estratégia forte

 

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Para que o ambiente acadêmico seja reconhecido, é necessário trabalho em conjunto. Muitas vezes tendemos a nos limitarmos a nossa rotina individualista, tanto por divergências de ideais, quanto pelo comodismo que isso causa. Mas o apoio da comunidade científica é extremamente importante. Ele ajuda a expandir o conhecimento, fazer conexões fundamentais e ainda pode transformar positivamente a sociedade! Além é claro, de poder acarretar em reconhecimento pela comunidade.

 

 

  • O aprendizado constante é indispensável

 

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

Por fim, é indispensável investir em conhecimento constantemente. Nossa área está repleta de inovações na área de pesquisas e formas de tratamento, conhecer sobre elas e estar bem informado, é uma das questões que gerará grande destaque à sua efetividade clínica. Além disso, terapeutas que possuem diferentes formações e cursos, são reconhecidos com facilidade e procurados com maior frequência.

 

Leve estes aprendizados à sua rotina como um verdadeiro exercício. Beneficie-se das práticas, e conte para nós sobre sua opinião! Também estamos abertos a críticas e dúvidas, é só deixar nos comentários.

 

Até a próxima.

Equipe ACT Institute.